quinta-feira, 30 de abril de 2009

Tenha fé em Deus: VOCÊ JÁ FOI CURADO


Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados (1 Pedro 2.24).

Nos anos 1950, a o versículo citado inspirou uma jovem na cidade de Nova Iorque a ser curada de tuberculose. O estado dela era tão débil, que esperavam que ela morresse a qualquer momento. Sendo cristã verdadeira, ela não via a hora de partir para estar ao lado do Senhor.


Certa ocasião, de tão fraca que estava, construíram um aparato para ficar sobre ela e, em cima, colocaram uma Bíblia para que ela pudesse ler, pois não conseguia segurar o livro. Enquanto folheava aquelas páginas, parou nesse texto das Escrituras. Quando a moça leu que Jesus levou os pecados dela sobre o madeiro, não aguentou de emoção, chorou e louvou ao Senhor por ter carregado o seu fardo. Depois que enxugou as lágrimas e voltou à leitura, deparou-se com algo que fez uma revolução em sua alma. Então, gritou pela mãe, a qual quis logo saber o que estava acontecendo com a filha.


Mãe, a senhora sabia que já estou curada??.

A mãe respondeu que não estava entendendo, e, assim, a jovem mostrou o versículo. Ainda sem compreender o que se passava no coração da filha, tentou acalmá-la dizendo que fosse paciente, pois, em breve, tudo terminaria. Ao que a moça protestou, exclamando: ?Mãe, nosso Deus garantiu que, pelas chagas de Jesus, eu fui sarada!?.


A jovem, então, teve de apelar, retrucando: ?A senhora não me ensinou a crer em tudo o que a Bíblia diz??. Após ouvir a resposta positiva da mãe, ela pediu que levassem até ela uma roupa. Em vão, sua mãe tentou mantê-la na cama, pois a moça levantou-se, mesmo sem vigor. Nos dois dias depois disso, ela ainda escarrava sangue, mas, no terceiro dia, foi melhorando, e, em pouco tempo, já havia recuperado o peso e estava sã.


A Palavra de Deus, que não pode mentir (Números 23.19), garante que nossas enfermidades e nossos pecados foram levados pelo Salvador sobre o madeiro. Além disso, o Livro Sagrado assegura-nos que, pelas feridas de Jesus, fomos sarados. O que você diz a respeito disso?


Meu amigo, se tem intercedido ao Pai a fim de ter a saúde restaurada, passe a orar agradecendo pela cura. Mande o mal sair do seu corpo agora, pois, se usar o Nome poderoso de Jesus, todo o incômodo sairá, pois, pelas feridas sofridas pelo Filho de Deus, você foi curado!


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Mensagens de fé: REUNIÃO ESPECIAL


E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; escutai-o (Mateus 17.5).


Jesus escolheu os discípulos Pedro, Tiago e João para uma reunião especial, na qual a glória divina desceu e envolveu os que estavam presentes. Então, naquele momento, o inexplicável ocorreu: Moisés, que havia falecido por ordem de Deus e sido enterrado por Ele (Deuteronômio 34.4-7), estava vivo e falava com o Mestre; quanto a Elias, que havia ido para o Céu em um carro de fogo (2 Reis 2.11), também estava lá, por ordenança divina. Naquele encontro, a mensagem transmitida para os discípulos foi a de que eles deveriam ouvir o que Cristo, o Filho do Altíssimo, tinha para lhes falar.


Deus age como Lhe agrada. O Todo-Poderoso chama aqueles que Ele mesmo quer para experiências as quais julga necessárias. Algumas dessas reuniões com o Senhor podem ser contadas a terceiros; outras, no entanto, não o podem, pois muitos não as entenderiam. Há segredos que Deus nos conta para o nosso fortalecimento pessoal, e, se forem revelados a outras pessoas, elas serão usadas como um balde de água em nossa fogueira de fé, para que nos esfriemos espiritualmente. 


Aqueles discípulos nem suspeitavam do que estava para acontecer. Assim também ocorre conosco, quando um simples chamado nos é feito para compartilharmos o Evangelho com alguém, passarmos um momento de consagração, irmos a um culto, dentre outras situações. Nenhum convite do Pai é feito sem motivo relevante; afinal, se Deus estiver onde dois ou três se reunirem em Seu Nome (Mateus 18.20), Ele, certamente, operará maravilhas na vida deles, como, por exemplo, operou na dos discípulos, os quais viram a glória divina e foram envoltos por ela.


O que o Altíssimo faz não pode ser questionado, pois Ele é Senhor absoluto e sabe por que nos convida para certas obras. Naquela reunião, Moisés, que tinha morrido havia muitos séculos, apareceu falando com Deus. Os vivos e os mortos estão nas mãos de Deus, e Ele faz como deseja. Sobre a morte desse servo do Senhor, não temos muita informação, no entanto, lemos, na Palavra, que o diabo quis saber onde estava o corpo de Moisés e, para isso, pressionou o arcanjo Miguel, o qual, com sabedoria, disse: O Senhor te repreenda (Judas 9), pois os assuntos encobertos pertencem somente a Ele (Deuteronômio 29.29). O Altíssimo faz como Lhe apraz. A nós compete, simplesmente, crer no que Ele declara. Naquele mesmo dia, Elias, que não havia morrido, mas fora para o Céu havia muito tempo, estava com Moisés e falava com o Senhor.


Naquele encontro especial, Deus transmitiu um recado aos apóstolos, o qual serve perfeitamente para nós: é preciso ouvir Seu Filho amado. Isso é, exatamente, o que devemos fazer hoje, pois, erradamente, temos escutado o que muitos têm dito, enquanto deveríamos ouvir somente a voz do Senhor. Pense nisso!


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares

www.ongrace.com

terça-feira, 28 de abril de 2009

Mensagem do Missionário R.R. Soares: DIFERENÇA ENTRE IRMÃOS

Melhor é o que se estima em pouco e tem servos do que o que se honra a si mesmo e tem falta de pão (Provérbios 12.9).


Dentro da igreja, há pessoas que, de fato, servem a Deus e aquelas que não fazem dEle o Centro de sua vida. Os servos do Altíssimo são conhecidos por sua constância na casa do Senhor, seu temor à Palavra e suas obras em Cristo. Já os que somente pensam em si mesmos são capazes de não assistir aos cultos em razão de quaisquer outros compromissos, como, por exemplo, o casamento de um conhecido, um aniversário, uma partida de futebol. Como se não bastasse, até mesmo a chuva ou o calor podem ser “motivos” para não irem à casa do Pai. Mas, quando surgem os problemas, torna-se evidente quem, realmente, anda com Deus e quem apenas quer servir-se dEle.


Todos nós fomos chamados pelo mesmo Senhor para sermos membros do Seu Corpo e, igualmente, herdeiros das promessas feitas a Abraão. Porém, nem todos se dedicam em servir a Deus de todo o coração. Uns não o fazem por se considerarem mais iluminados e, consequentemente, esses, que, na verdade, agem como néscios, não gostam de perder a oportunidade tanto de acumular mais bens materiais como de desfrutar dos prazeres “lícitos”, como, por exemplo, um final de semana na praia, outro no campo etc.


Os verdadeiros servos do Altíssimo são notados pela habitualidade na igreja, pelo modo como oram e pelo temor à Sagrada Escritura. Muitos não são tão prósperos quanto os que só pensam em si mesmos, não conhecem tantos lugares bonitos nem trazem consigo aquele deslumbramento característico de quem só se preocupa com a roupa da moda, a aparência física e os bens materiais. Não é errado se empenhar por consegui-los, mas quem se dedica ao Reino de Deus não se porta como tolo; afinal, ele não é reconhecido por suas vestes, seu penteado ou seus acessórios, mas, sim, pela fé produtiva em Cristo.


Já os que agem tolamente trocam a oportunidade de estar com o Pai por qualquer convite. O diabo – sabendo que, por exemplo, o pastor de uma congregação se consagrou e preparou uma mensagem especial – usa alguém para tentar afastá-lo da igreja. Há líder capaz de deixar a presença de Deus por causa de compromissos irrelevantes, sem perceber que aquilo foi um golpe! Então, para não ser mal-educado, ele chega a aceitar uma taça de bebida alcoólica e a rir de uma piada suja, em vez de aproveitar o momento para falar do plano da salvação. Quando isso acontece, ele não só deixou vazio seu lugar na igreja, como também se afastou da presença divina.


Em meio a uma crise é que se percebe quem tem servos, sendo pouco estimado, pois ele ora e o poder do Senhor entra em ação. Já o outro, apesar de reputado como o melhor, bajulado pelos que não conhecem o Todo-Poderoso, tem falta até do Pão verdadeiro, a Palavra inspirada.

Pense nisso: vale a pena perder qualquer coisa deste mundo para estar em comunhão com Deus!


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


www.ongrace.com

domingo, 26 de abril de 2009

R.R. Soares: BUSQUE A MELHOR RECOMPENSA


Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho (Eclesiastes 4.9).

De uma coisa podemos estar certos: o Senhor tem sempre razão, e o homem, sem a Palavra de Deus, nunca a terá. Tudo o que fazemos é uma obra, mas melhor seria se fizéssemos a de Deus. Quem faz alguma coisa sozinho perde um “auxiliar” que tudo sabe, tudo pode e nada cobra. Agir em dupla com o Senhor é garantia de sucesso. Aquilo que é feito com Ele e nEle produz sempre o melhor resultado.

Não é possível medir forças com o Senhor, pois Ele é Deus. Isso quer dizer que Ele é perfeito, capaz e perfeito amor. O melhor de tudo é saber que Cristo tem-Se oferecido para ser nosso Ajudador! Como Pai, Ele deseja ver Seus filhos bem-sucedidos. Deixar de ter a ajuda do Todo-Poderoso em qualquer coisa é desprezar um companheiro que não Se cansa, não dorme nem cobra nada. Quando Ele age, ninguém impede (Isaías 43.13). Então, por que não O ter sempre conosco? Por que não colocar diante dEle todas as nossas necessidades, pedir que nos ajude a supri-las e nos acompanhe em cada caminhada?

De duas coisas podemos estar certos: a primeira é que Deus nunca erra; a segunda é que o homem, por si mesmo, jamais acerta. Por causa do pecado de Adão, o ser humano ficou limitado, perdendo sua Fonte de inspiração. Se o indivíduo não tiver a revelação da Palavra, jamais será bem-sucedido. Ela é luz para o nosso caminho e lâmpada para os nossos pés (Salmo 119.105). Quem não consulta as Escrituras não entende o que o Criador deseja para ele, não consegue assumir o que lhe pertence e falha completamente. Alguém pode até prosperar e ter sucesso sem o Senhor, mas concluirá, mais tarde, que aquilo não era o melhor para si.

Quem faz sua obra em Deus, ou aquilo que o Senhor determinou, logrará mais sucesso do que quem trabalha sem a direção divina. O sucesso material não é sinal de que a pessoa está agradando ao Pai e cumprindo sua missão. É preciso entender o que Ele deseja para cada um de nós e, com submissão completa, pôr mãos à obra para não frustrá-lO e colaborar com o maligno.

As pessoas que agem separadas de Deus, sem a direção dEle, perdem muito. Se O tivermos ao nosso lado, ajudando-nos, fortalecendo-nos e sustentando-nos, conseguiremos até o impossível. Não é bom desperdiçar a oportunidade de ter quem Se ofereceu para nos auxiliar em tudo, pois Ele é onisciente, onipotente e onipresente. Ele não cobra absolutamente nada por Sua ajuda. Quem tem a participação divina jamais perderá qualquer batalha. A obra feita com a orientação do Senhor será um sucesso completo.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

www.ongrace.com

sábado, 25 de abril de 2009

Mensagens diárias: O QUE AGUARDA OS ÍMPIOS

Sobre os ímpios fará chover laços, fogo, enxofre e vento tempestuoso; eis a porção do seu copo (Salmo 11.6).


Que sofrimento está reservado para os ímpios, aqueles que, conhecendo a Palavra de Deus, não A respeitam! Eles não têm paz nem se sentem realizados. Seu viver não é nada fácil, e, no grande Dia, descobrirão que sua recompensa será: laço, fogo, enxofre e vento tempestuoso. Porém, mesmo avisados desses castigos e de outros que os aguardam, eles não se corrigem. Por outro lado, os que se convertem e passam a servir ao Altíssimo descobrem que, nEle, há vida – e vida em abundância (João 10.10).


Há um grupo dos que sempre se mantêm rebeldes à voz de Deus: esse são os ímpios, os quais conhecem as proibições bíblicas, mas as praticam mesmo assim. Alguns, por exemplo, para conseguirem uma oferta maior, chegam a enganar, prometendo milagres. Outros são capazes de arrecadar bens ilicitamente, com a falsa desculpa de que o fazem em prol da casa do Senhor. No entanto, o que esses “cristãos” fazem é roubar, porque cobrar para que os necessitados alcancem bênçãos ou para orar por eles nada mais é do que praticar roubo! Mas como tais pessoas ficarão no dia do Juízo? Jesus dirá que nunca as conheceu (Mateus 7.22,23)!


Além desses, há os que sabem que o adultério é pecado, mas insistem em acreditar que o mandamento referente a esse assunto – Não adulterarás (Êxodo 20.14) – vale para todos, menos para eles. Um dia, contudo, serão reunidos no grupo dos que foram infiéis aos cônjuges e, então, gritarão, cheios de remorso e lágrimas, pedindo perdão. No entanto, será tarde demais, como foi para Esaú, o qual vendeu seu direito à primogenitura por um prato de lentilhas. Os ímpios suplicarão por um lugar de arrependimento, mas não serão ouvidos (Hebreus 12.17).


Não vale a pena desrespeitar o que o Todo-Poderoso fala, porque o castigo de quem o fizer será terrível. Aquele que conhece as proibições divinas e as pratica sofrerá o rigor do Senhor. Um exemplo disso é o fato de Deus não ter deixado entrar na terra de Canaã um israelita sequer que tenha duvidado de Sua promessa e crido nos dez espias (Números 14). Hoje, o mesmo sucederá com todos aqueles que fazem pouco caso do que Ele estabelece como padrão de vida.


Os que agem com impiedade já não vivem em paz. Eles estão sempre sobressaltados, perturbados, e não param de cair em laços. Para piorar, os elementos que o Senhor tem preparado para atormentar Satanás pelos séculos dos séculos – fogo e enxofre (Apocalipse 21.8), além do vento tempestuoso – serão companheiros deles por toda a eternidade. Eles sabem da advertência divina, mas não se corrigem! Entretanto, para aqueles que se voltam para o Senhor, confessam seus pecados e os deixam, passando a servir-Lhe de todo o coração, há vida com abundância.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Vídeo de RR Soares no Show da fé - Não peques mais



Trecho do Missionário RR Soares pregando no programa Show da Fé sobre o PECADO.

"Não peques mais!!!"

Palavra do Missionário

RR Soares: DEUS NÃO SE LEMBRA DOS SEUS PECADOS

Porque serei misericordioso para com as suas iniquidades e de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais (Hebreus 8.12).


Essa promessa, feita à verdadeira casa de Israel, é a Aliança que o Senhor firmou no sangue de Jesus. Quem vive chorando pelos pecados cometidos, apesar de tê-los confessado e ter nascido de novo, precisa aprender o que o Senhor garantiu: que seria misericordioso com relação às iniquidades e dos pecados não Se lembraria mais. Que maravilha! Podemos respirar aliviados e marchar com convicção, de cabeça erguida, para enfrentarmos e vencermos o inimigo, pois o nosso Deus limpou “a nossa ficha” e Se esqueceu do que fizemos de errado (Hebreus 12.1). Ele garantiu que iria esquecer-Se das nossas transgressões, depois de nos ter absolvido.


A Bíblia é clara ao nos apontar como o Israel de Deus. Sendo assim, temos promessas maravilhosas como essa. Na verdade, se o Senhor não Se esquecesse de nossos erros, não teríamos condições de nos colocar diante dEle, pois os pecados iriam fazê-lO virar o rosto (Isaías 59.1,2). Mas, quando nos tornamos povo Seu, passando a ser o Israel do Senhor, todas as nossas transgressões são perdoadas e apagadas (1 Pedro 2.9,10). Isso ocorre em nossa vida e, também, na memória do Senhor (Colossenses 2.14; Isaías 43.25). O Pai celestial nos trata como se não tivéssemos cometido erro algum.


A Aliança firmada com os que aceitam Jesus como Senhor e Salvador foi realizada no sangue de Cristo.


Quando nos dirigimos a Deus em Nome de Jesus, Ele nos vê cobertos pelo sangue do Seu Filho e nos atende. Após esse ato, cumpre-nos tão-somente acreditarmos no que Ele fala, em vez de chorarmos pelos pecados antigos e os confessarmos todas as vezes que orarmos. Ao decidirmos ser de Jesus, todo nosso erro é apagado da memória do Senhor. Ele é tremendamente misericordioso para conosco (Lamentações 3.22,23).


Isso é maravilhoso! Irmão, já não há nada que o afaste de Deus e mantenha sua consciência pesada.


Agora, trate de assumir sua dignidade, porque você foi inocentado e tornou-se membro desta Aliança.


Portanto, não se sujeite à condenação, pois, se ainda tiver a consciência acusando-o, entrará nos combates da fé sem a certeza de que será vitorioso. Quem deseja vencer deve lembrar-se de que foi perdoado e de que é real a sua posição em Cristo – a qual Ele obteve pelo sangue da Aliança.


É preciso crer nessa verdade para que sua mente pare de trazer à memória seus erros passados, pois o Todo-Poderoso promete esquecer-Se deles após o absolver.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

R.R. Soares: A GUERRA NÃO ESTÁ PERDIDA

Espere Israel no SENHOR, porque no SENHOR há misericórdia, e nele há abundante redenção(Salmo 130.7).


Aprender a esperar no Senhor é um dos grandes segredos dos vencedores. Mesmo quando falha, o homem não pode deixar o inimigo envergonhá-lo nem tomar a decisão de que, por ter caído em tentação, é incapaz de servir a Deus, pois agir assim é acreditar no adversário. Não devíamos falhar, é claro, mas, se isso ocorrer, devemos esperar no Senhor, pois Ele tem um plano a nosso respeito, e não será uma queda que nos tirará de Suas mãos. Temos de aguardar em Deus, porque Ele é misericordioso e capaz de realizar a nossa redenção.


Quando um filho de Deus vacila e se deixa levar pela tentação, tendo consumado ou não o pecado, sente-se um miserável. Nessa hora, ele não deve tomar nenhuma atitude, a não ser a de confessar seu erro e pedir tanto o perdão ao Senhor quanto a restituição da sua alegria. É nesse momento que Satanás surge e tenta convencê-lo de que errou porque não serve para seguir o Senhor e não há mais jeito para ele. Então, se você não quer se perder e deseja alcançar o perdão e a restituição da sua posição em Cristo, o melhor é esperar nEle.


É triste ver falhar uma pessoa que se comprometeu em seguir o Todo-Poderoso. Quando isso acontece, Ele Se entristece, pois, momentaneamente, o Seu plano para aquela vida se frustrou. Mas isso não quer dizer que tenhamos chegado ao fim da estrada e não há mais nada a ser feito. Quem deseja vencer não pode deixar o inimigo envergonhá-lo, mas deve fazer uso da promessa bíblica: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça (1 João 1.9).


Agora, ficar amuado, achando que é um fracasso e, por isso, não pode servir ao Senhor é acreditar no maligno. Deus, como Pai, sabe melhor do que nós que os filhos, quando aprendem a andar, muitas vezes, caem e até se machucam. Mas, se lhe forem dadas palavras de incentivo, eles tentarão de novo e conseguirão manter-se em pé, para, em breve, mais firmes, passarem a andar normalmente.


Bom seria que jamais falhássemos, mas, se isso ocorrer, o certo será esperar no Altíssimo. O plano dEle para a nossa vida não termina em uma queda que, porventura, possamos ter sofrido (veja o caso de Jonas); pois, na verdade, ninguém pode arrebatar-nos das mãos do Senhor (Romanos 8.35-39).


O Senhor, além de misericordioso, possui abundante redenção para não deixar com que nos percamos nos enganos de Satanás. Mesmo que tenhamos perdido uma batalha, isso não significa que perdemos a guerra (Provérbios 24.16).


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

Selo "Tô de olho no seu blog"


O site Hora de Adorar foi indicado pelo site: http://adoracaoparacristo.blogspot.com para receber esse importante selo.

É maravilhoso sabermos que a palavra de Deus está sendo levada para os lares, cidades, Estados, enfim, para o mundo todo, através dos blogs e que o "Hora de Adorar" se inclui nesta lista.

Indico os seguintes blogs para receber esse selo:

http://proclamejesus.blogspot.com/

http://lindascitacoes.blogspot.com

http://jesusestacomvc.blogspot.com

http://mundogoospel.blogspot.com/

http://puxatudogospel.blogspot.com

quarta-feira, 22 de abril de 2009

É CERTO ABUSAR DA FRAQUEZA ALHEIA?

Porém Noemi disse: Tornai, minhas filhas, por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no meu ventre mais filhos, para que vos fossem por maridos? (Rute 1.11).


Abusar da fé ou da inocência das pessoas é algo muito grave. Por isso, todo trabalhador deve receber o valor que merece (Lucas 10.7). Noemi não se sentia bem em ter consigo suas noras – Orfa e Rute, viúvas de seus filhos – para lhe servir. Ela sabia que a morte põe fim ao casamento e às suas responsabilidades; afinal, ninguém deve ser privado dos prazeres lícitos de um novo matrimônio.


Ser honesto com todos é o mínimo que podemos fazer, e Deus, que é justo, declara, em Sua Palavra, que dará a cada um segundo as suas obras (Mateus 16.27). Portanto, não é correto ninguém, por motivo algum, explorar seu próximo. Tiago, por exemplo, falou em sua epístola acerca do salário que, injustamente, os ceifeiros deixaram de receber. Então, eles clamaram, e sua oração foi ouvida pelo Senhor dos Exércitos (Tiago 5.4).


A igreja pode ter quem lhe preste algum serviço gratuitamente, desde que seja feito como um culto a Deus, pois quem abusa dos inocentes ou dos que ainda não entendem a fé prestará conta ao Altíssimo. Para qualquer trabalho, no entanto, deve-se pagar o justo valor. As pessoas que se encontram desempregadas ou passando por alguma carência financeira precisam ver-nos como verdadeiros praticantes da justiça. Elas têm necessidades básicas as quais devem ser supridas com o seu suor, e não suprimidas.


Noemi podia usar de “malandragem” e manter consigo as duas noras, pois, certamente, elas iriam ajudá-la em tudo. Mas esse não é o plano divino! Cada pessoa tem direito de desfrutar de tudo o que é bom, e o novo casamento para viúvos deve ser incentivado, e não condenado. Os filhos não podem exigir esse sacrifício de seus pais, tampouco a Igreja pode fazê-lo.


Uma vez que a morte põe fim ao matrimônio, os viúvos podem casar-se outra vez desde que a união seja feita no Senhor, porque é melhor casar do que abrasar-se (1 Coríntios 7.8,9). Essa é a orientação divina. Contudo, uma das doutrinas que os demônios trarão para a casa de Deus no tempo final será a proibição do casamento. Pessoas corruptas de entendimento irão deixar-se levar por sentimentos que a Palavra não lhes impõe e, ainda, ensinarão tais heresias.


A honestidade e a sinceridade devem nortear todas as decisões do cristão. Noemi, agindo dentro desses princípios, disse às noras que elas poderiam regressar à casa dos pais. Orfa, de fato, voltou em busca das coisas naturais. Já Rute, cumprindo o chamado de Deus, decidiu seguir sua sogra: Não me instes para que te deixe e me afaste de ti; porque, aonde quer que tu fores, irei eu e, onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus (Rute 1.16). Assim, por direções que o Senhor lhe deu por intermédio de Noemi, Rute veio a ser ancestral do rei Davi e de Jesus Cristo.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

terça-feira, 21 de abril de 2009

Mensagem do Missionário R.R. Soares: FAÇA O QUE O SENHOR ORDENA


E um homem veio de Baal-Salisa, e trouxe ao homem de Deus pães das primícias, vinte pães de cevada e espigas verdes na sua palha, e disse: Dá ao povo, para que coma (2 Reis 4.42).


Nunca recuse a ordenança divina. Os discípulos de Eliseu estavam em apuros, mas o Todo-Poderoso, que responde às orações, mandou que um de Seus filhos levasse 20 pães de cevada ao homem de Deus, e todos comeram até se fartar. O nosso Senhor sabe fazer milagres, e nós precisamos aprender a respeitá-lO.


Esse cidadão de Baal-Salisa, que nem teve seu nome mencionado, alcançou a recompensa no Grande Dia, quando os que até mesmo um copo de água fria tiverem oferecido a qualquer um dos discípulos do Senhor irão recebê-la também (Mateus 10.42).


O importante é se deixar usar pelo Altíssimo. Basta um toque, um entendimento, e, se obedecermos, cumpriremos a vontade dEle para nós e para quem Ele nos manda abençoar. Quando recusamos a direção, perdemos o favor divino e prejudicamos alguém, que fica sem entender por que o Senhor “não Se preocupou” com ele e não supriu suas necessidades. Nós somos os agentes de Deus para atender ao povo.


Todos precisam de resposta às suas orações. Isso lhes fortalece a fé e faz dessas pessoas gente que passará a amar e confiar no Senhor ainda mais. Quando somos egoístas e achamos que podemos dividir o que temos – ou o que poderíamos vender para obter lucro –, frustramos não somente o Senhor, mas também muitos que se fortificariam na fé mediante a nossa obediência. Se alguém se enfraquecer pela nossa rebeldia, daremos conta disso.


O homem de Deus não olhou para a pequena quantidade. Ele tinha cem homens para alimentar e daria um pão para cada cinco  pessoas. Impossível? Não para o Senhor (Marcos 8.18-20; Lucas 1.37)! O Altíssimo pede que façamos uma pequena coisa, e Ele a transforma em um grande milagre. Aquele homem não perdeu cem pães; ele ganhou a recompensa divina. Tudo aquilo que fizermos por direção do nosso Pai haverá de se reverter para nós em grandes bênçãos.


É possível que a nossa mensagem pareça pequena, e o entendimento que você conseguiu de Deus seja considerado como nada diante das necessidades de alguém, mas não tema! Se o Senhor o instruiu a colocar esses pães diante de uma família, ou comunidade, vá e faça conforme lhe foi dito. Deus só precisa da sua obediência para abençoar os que estão morrendo por falta do verdadeiro alimento, bem como para abençoar a sua vida. Seja sempre alguém que atende às necessidades do próximo, e o Senhor será o seu Supridor também (Filipenses 4.19). É sábio fazer tudo o que Ele mandar.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Missionário R.R. Soares: TEMPOS MAUS

Portanto, o que for prudente guardará silêncio naquele tempo, porque o tempo será mau (Amós 5.13).


A prudência é uma virtude que nos faz ver o perigo e afastar-nos dele. Os tolos vêem o que o inimigo lhes está preparando, mas não se desviam (Provérbio 14.16). Há um período para guardar silêncio, e são poucos os que o fazem. Fechar a boca no tempo mau é a recomendação dos Céus. Diante de um ataque do adversário, devemos apenas falar o que nos foi concedido pelo Espírito do Senhor, por meio das Escrituras.


Se há algo que precisamos buscar de Deus é a prudência. Com ela, conseguimos perceber os perigos e evitá-los (Provérbio 27.12). São muitas as ciladas que o adversário arma diante de nós, pois, para ele, o que interessa é a nossa destruição. Ele se ressente da nossa posição em Cristo, de termos sido feitos filhos de Deus e sermos herdeiros Seus e co-herdeiros com Cristo. O diabo sabe o que nos está preparado e o que seremos por toda a eternidade.


As pessoas que não têm juízo acham que somos exagerados e não precisamos ter o cuidado que temos. Elas chegam a ver algumas armadilhas colocadas pelo adversário, mas não fazem nada. O resultado: vivem caindo e se machucando. Ver o que está posto contra nós e não se desviar é tolice.


Quem não guarda silêncio no tempo mau sofre muitas dores. Diz a Palavra que há tempo para tudo; tanto para ficar em silêncio quanto para falar (Eclesiastes 3.1-8). Quem disser algo fora do tempo terá problemas, e quem não falar algo na época certa deixará de ser abençoado.


Em qualquer situação, o correto é obedecer ao Senhor, que, como nosso Pai, quer o melhor para nós. Se Ele não nos dá a Palavra, ficar calado é o recomendado. Se, porém, Ele coloca em nossa boca o que dizer, declará-lo é o mais acertado.


O erro que levou o apóstolo Pedro a negar Cristo foi o fato de ter falado o que não devia para o Senhor. Ao alertá-lo de que Satanás havia pedido que o cirandasse, Jesus estava revelando a Pedro algo sério (Lucas 22.31,32). Pelo menos, o discípulo deveria ter agradecido e entrado em oração, mas se julgou forte o suficiente e proferiu aquilo que o Senhor não lhe dera. Resultado: antes que o galo cantasse, ele negou três vezes que conhecia Jesus (Mateus 26.33-35, 69-75).


Meu irmão, fale somente o que estiver de acordo com o que o Altíssimo diz. Pronunciar alguma coisa sem a direção divina não somente é temerário, mas também tolice. Nossas palavras precisam estar revestidas da Palavra de Deus para produzirem o resultado que desejamos.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares



Fonte: www.ongrace.com

sábado, 18 de abril de 2009

Palavra de R.R. Soares: BUSQUE A GLÓRIA DE JESUS

Para o que, pelo nosso evangelho, vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo (2 Tessalonicenses 2.14).


Há um propósito bem maior em sua chamada para servir a Deus. Os benefícios que Ele nos promete – como cura, prosperidade, paz, solução de problemas, plenitude do Espírito Santo e demais bênçãos – são pequenos em relação à grande dádiva que alcançamos ao abrir o coração para a Verdade, pois, com ela, recebemos aquilo de que mais precisamos. O nosso alvo deve ser alcançar a glória de Jesus Cristo, e o Senhor não revelaria esse plano se ele não fosse possível de ser atingido.



No Evangelho, descobre-se a justiça de Deus e tudo o que Ele tem para o homem (Romanos 1.16,17). Perdem muito as pessoas que não meditam nas Boas-Novas. Algumas aprendem a ser religiosas na Nova Doutrina trazida pelo Senhor Jesus e, por isso, vivem imitando os praticantes de qualquer religião. O Evangelho não é religião nem tem nada parecido com os rituais que os homens criam em sua vã maneira de tentar agradar a Deus. Paulo revelou aos habitantes de Tessalônica o propósito que o Senhor tinha ao nos chamar para o Corpo de Cristo.


Muita gente tem ido à procura dos benefícios do Evangelho. Claro que é certo buscar a cura, a prosperidade, a paz, bem como a solução de todos os problemas. Para mim, ser cheio com o Espírito Santo é a maior das bênçãos recebidas do Altíssimo, depois da salvação. No entanto, essas dádivas, assim como quaisquer outras, não podem ser comparadas com o que Ele preparou para quem abre o coração para a Verdade.


O alvo proposto pelo Senhor é alcançar a glória de Jesus Cristo. Para isso, devemos esforçar-nos e fazer o que for necessário, a fim de que possamos receber o que nos é dado gratuitamente no Amado. Isso não é somente para alguns considerados espirituais, mas, sim, para todo aquele que nasce de novo. Se o prezado amigo não chegar a esse estágio na caminhada cristã, não terá realizado plenamente a vontade divina.


Foi o Senhor quem criou esse plano. Por isso, Ele fará o possível para que Seu propósito se cumpra na vida de quem o reivindicar. Se isso parece inatingível para você, saiba que o Pai não revelaria nada que fosse impossível atingir. Deixe de ser religioso e creia que amanhã, ou outro dia, os seus problemas acabarão. Comece, agora mesmo, a participar da glória do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Isso se consegue crendo na infalível Palavra de Deus.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Mensagem de R.R. Soares: SEJA O QUE DEUS PLANEJOU A SEU RESPEITO


Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos (Romanos 8.29).

Ser à imagem do Seu Filho é o que o Senhor espera de todo aquele que nasce de novo. Há um decreto a esse respeito, o qual jamais será cancelado. Isso significa que o Pai concedeu Seu poder a todo aquele que é salvo, para realizar Sua obra. Quem nasce na família divina recebe essa capacidade; basta reivindicá-la. Se todos entendessem e cressem nesta declaração do Senhor, teríamos, nas igrejas, verdadeiros campeões da fé.

Deus tem um propósito a ser realizado em todos aqueles que Ele chama para ser parte do Seu povo. Ele quer que cada um seja a imagem de Seu Filho e que Jesus Cristo seja  o Primogênito entre muitos irmãos. Temos de orar e meditar sobre essa declaração, pois, se essa é a vontade do Senhor, não é bom frustrá-lO. O sonho dEle não pode deixar de se cumprir!

É bom nos lembrarmos de que nada disso foi inventado pelo apóstolo Paulo. Ao contrário, o Espírito Santo foi quem revelou a ele que existe esse decreto datado do início de tudo. Foi o Pai quem fez essa predestinação, para que quem viesse a aceitar Jesus como Senhor e Salvador fosse a própria imagem do Seu Filho. Por isso, assim como Ele é vitorioso, conquistador, santo, poderoso, obediente e uma porção de outras coisas iguais a essas, nós também devemos sê-lo.

Podemos entender que, ao falar assim, Deus não o fez irresponsavelmente. Aliás, Ele nunca disse nada por acaso ou aleatoriamente. Todas as Suas palavras são provadas (Salmo 119.140) e purificadas (Salmo 12.6, Provérbio 30.5), e foram dadas para realizar Sua vontade. Ele tem esse plano para todo aquele que é convencido pelo Santo Espírito sobre a necessidade da salvação.

Você pode crer nisso e reivindicar essa capacidade. Deus já alocou esse recurso para fazer da sua pessoa alguém como o Seu Filho. Deixar de reivindicar essa bênção é desperdiçar o poder que Ele determinou que entrasse em ação quando alguém cresse.

No momento em que os nossos irmãos em Cristo crerem no que o Senhor afirma sobre a nossa posição espiritual, teremos uma Igreja forte e vitoriosa. O melhor é que não temos de fazer absolutamente nada para essa verdade se cumprir, a não ser crer.

Deus fez isso para que Jesus fosse o Primogênito entre muitos irmãos. Ele foi o primeiro Filho a fazer parte da vontade divina. Agora, é a nossa hora de também usufruir o que nos é dado gratuitamente no Amado. Você tem coragem de crer e reivindicar o que Ele planejou para você?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

Jessyca - Clipe Deus é mais



VAMOS ADORAR AO SENHOR!!! Já tinha tempo que eu não colocava um clipe Gospel. Vi esse clipe e gostei muito do Ritmo da música, da voz da cantora, da letra e do local que foi gravado. Enfim, quando o Senhor que nos mostrar uma coisa, tudo sai perfeito aos nossos olhos. Assistam!!!


Deus é mais
jessyca

Composição: Gislaine e Mylena

Por que você não pára
De andar na contra mão?
Por que você não escolhe outra direção?
Por que ficar machucando o coração?
Esse mundo é ilusão

Só existe um caminho pra você seguir
Venha logo, vem! Vem voltar a sorrir

Abra os olhos, veja a vida
Sai da escuridão
Pare de ficar sofrendo
Tome a decisão, preste atenção!

Jesus é o caminho, a verdade, a vida
Ele é muito mais, Ele é a saída

Ele é mais, muito mais, muito mais

Chega de sofrer, chega de chorar!
Venha ser feliz, tudo vai mudar!
Ele te chama, Ele te ama!
Nunca vai te abandonar
Ele é o melhor amigo
E vai estar contigo pra te levantar, pra te ajudar
Deus é muito mais

Selo "Somos mais do que VENCEDORES"


Devido à constante luta (guerra) do povo de Deus com o mundo, desviando de todas vãs e ilusões de momento que são passageiras. O verdadeiro adorador de cristo deve seguir o mandamentos de Deus ,sempre orando,vigiando e lendo as escrituras sagradas. Tornando - se cada dia após o outro, Mais que um Vencedor em Cristo Jesus. Ficando para meditação:’Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou (Rm 8.37)’. Porém, para que isto ocorra é importante que o cristão saiba qual é a sua posição diante de Deus, do diabo e diante de todas as coisas, bem como quais são os seus direitos e privilégios.
O selo "Somos mais que Vencedor" foi indicado pelo Irmão Djavan do BlogMundoGoospel .

É com enorme satisfação que a família Hora de Adorar recebe mais um selo do irmão Djavan. Obrigado MundoGoospel pela indicação, o site de vocês continua crescendo cada vez mais e levando a palavra do Senhor para todos os lares. Que Deus abençoe muito!!!

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Mensagem do Missionário R.R. Soares: NÃO AME O DINHEIRO

O que amar o dinheiro nunca se fartará de dinheiro; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isso é vaidade (Eclesiastes 5.10).


O livro de Eclesiastes contém as reflexões de Salomão, o qual foi o homem mais sábio que já pisou sobre a face da terra (1 Reis 4.29-34). No entanto, seus escritos não foram fruto de seu próprio entendimento, mas, sim, do Espírito de Deus, que o usou para escrever três livros e vários salmos.


Nas palavras inspiradas de Salomão, o que amar o dinheiro nunca se fartará de dinheiro. Não há nada demais no fato de uma pessoa possuir muito dinheiro. Ela pode até gostar dos recursos que estão em suas mãos, pois, até aí, não cometeu erro algum. Mas, se ela vier a amar o dinheiro, certamente, cairá em laço do inimigo.


Tanto quem possui dinheiro quanto quem não o tem deve evitar amar essa ferramenta, a qual sempre deve ser encarada como mero recurso, e não como um senhor a quem se ama. Biblicamente falando, aquele que ama a Deus guarda Seus mandamentos e serve ao Senhor (João 14.15), mas a pessoa que ama o dinheiro luta de todas as formas para consegui-lo e acaba servindo a ele. Então, seja pouco ou muito o que possuímos, isso nunca deve deixar de ser um meio, e, como tal, precisa ser empregado, primeiro, na obra do nosso Pai e, depois, em nosso sustento e bem-estar (Mateus 6.33). Utilizar os bens que nos são colocados à mão apenas em proveito próprio é errar completamente.


Quando uma pessoa passa a amar o dinheiro, o amor de Deus se afasta dela (1 Timóteo 6.10). Por isso, quem tem juízo tem de lutar para nunca perder o amor do Senhor. Mas como fazer isso? A resposta é muito simples: quando O amamos, Ele nos ama, e, com a medida que medimos, Ele nos mede. Nós ditamos a maneira de sermos amados. Amar mais qualquer coisa é como dar o pedido de divórcio para o Senhor. Não nos podemos iludir: Mamom, o deus da riqueza, é impotente para nos guardar dos ataques do maligno.


Há quem lute de todos os modos para ter abundância e, quando a consegue, passa a amá-la, e isso não é bom! Jesus disse que a quem muito foi dado, muito mais lhe será pedido (Lucas 12.48). A triste verdade é que quem ama a abundância jamais irá satisfazer-se com a renda que tem. Os alvos de tal pessoa mudam completamente, e ela passa a ver o mundo de forma diferente da que Deus quer que ela tenha.


Os bens devem ser encarados somente como ferramentas. Quem desobedece à exortação divina cai em laço. Com o tempo, o dinheiro e a abundância podem levar quem os ama a praticarem atos proibidos no intuito de obterem ainda mais riquezas. As cadeias estão cheias de pessoas que agiram desse modo. Sendo o Senhor o Seu Deus, Ele colocará em suas mãos o que for necessário. Só a Ele devemos servir e prestar culto!


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares


Fonte: www.ongrace.com

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Missionario R R Soares: CUIDADO COM OS DEPRAVADOS

Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo (Judas 1.4).

Cuidado! Nem todos de Israel são israelitas (Romanos 9.6) – alguns depravados estão em nosso meio. Por isso, seja prudente e não confie sua vida a quem quer que seja. Verifique tudo nas Escrituras, e o que não estiver de acordo descarte, pois esses indivíduos têm outros propósitos na obra de Deus. Eles convertem a graça divina em dissolução e também negam o Senhor. Faça firme a sua fé no Senhor, e nEle somente.

É preciso ter muito cuidado com essas pessoas, porque, declarando-se de Deus, elas são postas em nosso meio pelo inimigo para nos afastar do Senhor. Elas podem ter um bom discurso, serem mestres em derramar lágrimas, mas, pelos frutos que produzem, sabemos se, de fato, são de Deus. A Palavra fala que nem todos de Israel são israelitas. Há muito embuste espalhado onde não deveria estar e, por causa disso, até os escolhidos podem ser enganados.

É triste pensar que, em nosso meio, haja depravados, mas essa é a verdade. Esses joios foram introduzidos pelo maligno para contaminar alguns, e o mais triste é que isso tem acontecido! Volto a lembrar que é pelo fruto que se conhece quem é de Deus (Mateus 12.33), e não pelo dom ou pela capacidade carismática que alguns possuem.

A melhor coisa é confiar sua alma somente ao Senhor. Nenhum líder, por mais bondoso que pareça ser, deve servir de âncora para sua alma. A prudência manda: À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva (Isaías 8.20).

Voz macia e trejeitos de piedoso nunca foram sinais de que alguém é de Deus. Os nossos irmãos de Bereia foram elogiados como mais nobres que os de Tessalônica (Atos 17.11). Eles receberam a Palavra de bom grado, mas examinaram se era assim mesmo. O Senhor não deseja que ninguém seja enganado por esses forjadores de mentiras. A Palavra de Deus não deixa os sinceros caírem nos laços da iniquidade. 

Os depravados têm propósitos escusos na obra de Deus. Eles se misturam com os santos, tentam falar igual a esses, apelam para o emocional, portam-se como verdadeiros atores, mas a finalidade é a mesma do rei das trevas: levar quantos puder à destruição.

Eles são fáceis de serem reconhecidos, pois convertem a graça de Deus em dissolução. Para eles, o que era pecado nos tempos bíblicos ficou démodé. Na verdade, eles negam tudo o que provém de Deus, e a doutrina que espalham tem como sinônimo o próprio sucesso. 

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Fonte: www.ongrace.com

domingo, 12 de abril de 2009

COMO SER UM CRISTÃO MELHOR: Mensagem do Missionário R.R. Soares


Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem(Provérbios 3.12).

Ser amado pelo Pai celeste é a melhor coisa deste mundo, mas Ele não nos trata de modo irresponsável. Quem teve um bom pai, muitas vezes, foi repreendido e disciplinado. Aqueles que envergonham o Nome do Senhor com suas más ações fazem isso por ainda não estarem, de fato, na família de Deus.

Nem todos podem desfrutar do amor e do carinho do Senhor – somente aqueles que passam pela porta estreita e pelo caminho apertado que leva à família de Deus conseguem isso. Para os que se entregaram a Jesus, o Pai os cria de modo exemplar. Frequentar os cultos, cantar os hinos, entregar o dízimo e as ofertas e, até mesmo, ser obreiro ou ministro do Evangelho não são o mesmo que ser filho de Deus. Infelizmente, com o avanço da obra divina, alguns lugares têm deixado de lado os princípios fundamentais da fé e considerado salvos aqueles que ainda estão no pecado e, em alguns casos, têm ungido pastores que sequer sabem o que é nascer de novo.

Um bom pai não faz toda vontade dos filhos, mas repreende, quando se faz necessário, e também disciplina. Aqueles que fazem “vista grossa” aos erros dos filhos irão surpreender-se com os atos absurdos que esses poderão praticar. Todos os que são aceitos na família divina passam verdadeiramente pelo ensino do grande Mestre, o Santo Espírito, que os leva a perder os costumes errados do passado e lhes ensina a agir como filhos de Deus.

Você conhece um bom cidadão pela educação que ele recebeu em casa. A causa principal da violência, a qual campeia quase que livremente em nosso país, não é a miséria, mas, sim, a falta de temor ao Senhor. Sou oriundo de uma família paupérrima, mas nunca assaltei, trafiquei nem mesmo me deixei usar para destruir um lar.

Creio que os membros da igreja e os obreiros que andam em pecado ainda não se converteram, pois só mesmo quem não provou o amor divino será capaz de envergonhar o Nome de Jesus. Aquele que está na família de Deus não se deixa levar pelo inimigo, mas luta com todas as forças para honrar o bom Nome do Senhor.

Se estiver sendo repreendido, não se chateie. Ao contrário, ore para que o Altíssimo o discipline a tal ponto que você venha a se tornar o prazer de Deus no meio desta geração corrompida e perdida. Ele, muitas vezes, usa os irmãos e, até mesmo, os perdidos para nos dar lições que nos farão melhores cristãos. Contudo, ainda assim, nunca se insurja contra as repreensões do Pai.

Que Ele sempre nos repreenda, para que, assim, possamos dar-Lhe alegrias!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Aprenda com o Senhor por R. R. Soares


Toda revelação vinda de Deus é para abençoar. Se alguma coisa que você aprendeu e pensa ter sido ensinada pelo Senhor tem perturbado seu coração, descarte-a o mais rápido possível, pois ela não vem dEle.


As advertências contidas na Palavra de Deus são benéficas para nós, pois as obras do Altíssimo são perfeitas. Por mais que a Bíblia nos surpreenda e nos desperte, Ela jamais nos fará sentir mal. Mesmo aquelas palavras que, por vezes, abatem-nos e nos levam às lágrimas e ao arrependimento, são uma “chicotada santa” que nos deixam, ao mesmo tempo, felizes:Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo (João 16.33).


As coisas religiosas são diferentes daquilo que é de Deus, pois elas oprimem, sempre exigem sacrifícios e nunca nos dão a tão sonhada paz. Quem pratica qualquer ensinamento religioso é como aquele que come de tudo e permanece com a sensação de que não está saciado. Os religiosos são semelhantes a muitos obesos que, aparentemente, demonstram boa saúde, quando, na verdade, estão com vários problemas.


Todos os ensinamentos que Jesus nos concedeu pessoalmente ou por intermédio de Seus profetas, registrados nas Escrituras, são para o nosso bem. Não tenha medo de acreditar neles, mas não se desespere nem se esforce além do normal para colocá-los em prática. Após receber as revelações divinas, você terá o coração invadido por uma paz completa, e não pelo desespero.


Aquele que tem aprendido com o Senhor jamais age inconvenientemente nem usa de meios fraudulentos ou violentos a fim de conseguir algo. O Senhor Deus é perfeito em Sua maneira de operar. Ele é limpo e santo, e assim também devem ser todos os que Lhe servem.


No mundo, teremos aflições, mas, como o Rei dos reis venceu o mundo, podemos estar certos de que também seremos vitoriosos. Basta tão-somente seguir Seus passos e aceitar o que Ele nos instruiu.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares

Mensagens de fé de R. R. Soares: Conheça o Senhor


Sempre há uma razão para que o poder de Deus não entre em operação quando oramos. O normal é a obra divina ser feita pelo poder divino, tão logo entremos em Sua presença e determinemos a bênção, de acordo com a fé que recebemos por ouvir a Palavra do Senhor. Mas nem sempre isso ocorre. Por quê?


O QUE NOS ATRAPALHA – Dentre as razões que podem dificultar a ação de Deus em nossa vida, está a advertência feita pelo apóstolo João: Aquele que diz: Eu conheço-o e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade (1 João 2.4). No entanto, aquele que afirma que confessa e conhece o Senhor guarda Seus mandamentos.


Quase todos os religiosos, dos mais diversos segmentos, afirmam categoricamente que sabem quem é Deus, mas, na verdade, não O conhecem. Quem afirma que O conhece, mas não guarda Suas ordenanças, não cumpre nem pratica Seus ensinamentos, é rotulado de mentiroso no mundo espiritual. Ora, ter esse título é algo sério, pois a pessoa que o possui não pertence ao Senhor, mas, sim, ao inimigo.


Jesus disse aos judeus que eram bem consagrados à religião, mas não faziam o que Deus lhes mandava: Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira (João 8.44). Quem é mentiroso não pode dizer que conhece Deus, pois é considerado filho do diabo, e quem assim é chamado jamais conhece o Altíssimo. O Pai só Se dá a conhecer aos que sabem o Seu Nome.


CUMPRIDORES DA PALAVRA – O que nos faz conhecedores do Pai é o fato de cumprirmos e guardarmos o que Ele nos ordena. Sabemos aquilo que o Senhor deseja de nós, pois, desde o primeiro dia em que ouvimos a pregação do Evangelho, tivemos o entendimento do que Ele nos destinou que fizéssemos. Deixar de realizar Suas ordenanças é o mesmo que declarar que não cremos nEle nem O conhecemos.


Cumpra tudo o que o Senhor tem determinado como sua missão, para que você experimente o poder divino operando em sua vida e obtenha cura, prosperidade e solução de qualquer problema.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Mensagem do Missionário R.R. Soares: OS APLAUDIDOS PELO MUNDO


Do mundo são; por isso, falam do mundo, e o mundo os ouve (1 João 4.5).

É fato que um profeta do Senhor nem sempre é bem acolhido. Os falsos profetas são conhecidos por fazerem a própria obra em detrimento da obra de Deus, alcançando, com isso, algum êxito. Contudo, nem sempre sucesso na vida das pessoas é sinal de que estão agradando ao Senhor. De que adianta alguém ser aclamado como um grande personagem, mas ficar à esquerda do Pai no Dia do acerto de contas? Só uma coisa deve ocupar nosso dia-a-dia: verdadeiramente servir a Deus.

Jesus provou, na pele, a rejeição do Seu povo. Em Nazaré, onde fora criado, Ele sequer conseguiu fazer milagres, a não ser curar alguns poucos com a imposição das mãos. Isso O fez ficar boquiaberto com a má recepção que teve no meio dos Seus e com a incredulidade deles.

Já os falsos profetas, aqueles que fazem a própria obra, e não a do Senhor, são adorados por muita gente. Via de regra, são carismáticos, falam com autoridade e não se importam muito com o que aqueles que os seguem fazem. Por acreditarem que o fim justifica os meios, o que lhes interessa é o sucesso, o qual para eles faz a diferença.

É trabalhoso vencer andando corretamente, mas é mais fácil obter êxito torcendo a verdade. As pessoas do mundo, por não conhecerem a Palavra de Deus, estão prontas para seguir alguém que não seja rigoroso, ou apegado à sã doutrina.

Então, ficam duas perguntas: se a nossa passagem pela Terra é curta e, se não agirmos corretamente, não passaremos ilesos pelo juízo, por que não termos atitudes acertadas? Adianta ser aplaudido, construir um verdadeiro império, se os olhos do Senhor Jesus, os quais são como chamas de fogo, serão postos sobre nós um dia? Cristo advertiu que mandará apartar-se dEle todo aquele que pratica a iniqüidade e ordenará que os que não vivem segundo a Palavra de Deus sejam destinados ao lago de fogo e enxofre (Mateus 25.31-46).

Todo aquele que tiver juízo deve esforçar-se para não ser achado em falta. Quem faz o que não lhe foi mandado não terá outro destino a não ser ir para o mesmo lugar onde o diabo, seus anjos, o falso profeta, a besta e todos os pecadores que não se arrependerem serão atormentados de dia e de noite por toda a eternidade.

Quem é do mundo fala do que o mundo gosta e, por isso, recebe a atenção dos que estão nele. No entanto, os verdadeiros servos do Senhor não se afastam das Escrituras, falam sobre elas e vivem segundo os padrões descritos nelas. Estes viverão bem aqui e para todo o sempre

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Ensinamentos bíblicos do Missionário R.R. Soares: AGRADANDO AO PRÓXIMO


Portanto, cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação (Romanos 15.2).

Nessa passagem, o apóstolo Paulo estava falando que os fortes teriam de suportar as debilidades dos fracos. Eles deveriam agradar ao próximo no que fosse bom para a edificação, como fez o próprio Senhor Jesus – citado pelo apóstolo –, que não agradou a Si mesmo, mas deixou que as injúrias dos que ultrajavam o Altíssimo caíssem sobre Ele. Nosso viver deve ser um sacrifício vivo ao Senhor em todos os sentidos, não importando o preço a ser pago.

Quem é sábio tem a obrigação de ensinar aos que não o são. Da mesma forma, os fortes devem suportar as debilidades dos fracos. O Senhor falou que a quem muito for dado, muito mais lhe será pedido (Lucas 12.48b). A cobrança será maior do que o dom.

Há muita gente perguntando ao Senhor o que fazer para servir a Ele com sucesso. Sem dúvida, o primeiro passo é agradar ao próximo, o que, na verdade, vai muito além de cumprimentá-lo ou abraçá-lo. É preciso olhar para as direções bíblicas e praticá-las. Estamos vivendo um tempo em que as pessoas só pensam no que é melhor para elas. É cada vez mais difícil achar alguém que esteja consagrando-se ao Senhor para que Ele o use na edificação de outrem. Os dias em que vivemos até parecem aqueles que Paulo disse que seriam trabalhosos (2 Timóteo 3.1), pois, além de outros infortúnios, os homens seriam amantes de si mesmos. Para muitos, ficou fora de moda pensar em ajudar o crescimento de outras pessoas, e isso é muito ruim.

Cristo disse que os que nEle cressem fariam as mesmas obras que Ele fazia (João 14.12). Normalmente, pensamos apenas nos grandes milagres de cura, ressurreição e libertação. Mas imitar o Senhor, deixando as injúrias dos que desrespeitam o Pai caírem sobre nós, também é fazer as mesmas obras, bem como nos consagrar para que o Senhor faça de nós “alavancas humanas” para levantar tantos que estão caídos.

O Senhor, certamente, irá alegrar-Se com aqueles que fazem de seu viver um sacrifício vivo a Ele. Em vez de priorizarmos nosso bem-estar, que tal pensarmos no quanto a obra divina crescerá se os filhos de Deus forem edificados na verdadeira fé?

Jesus disse que quem desse de beber, ainda que fosse um copo de água fria, a um dos pequeninos discípulos, não perderia seu galardão (Mateus 10.42). Em Sua segunda vinda, Ele trará consigo uma recompensa para todos aqueles que fizerem algo em favor dos Seus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Mensagens de fé do Missionário R.R. Soares: O DEVIDO LUGAR DO SENHOR


Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela (Salmo 127.1).

Erra muito quem não busca o Senhor nem para as coisas grandes nem para as mínimas. Isso pode acontecer conosco também. Muitas vezes, lutamos para o nosso futuro e o de nossos filhos, mas nem sempre consultamos Deus. Quem não edificar a casa com Ele verá que fez uma obra fraca e sem garantia de sucesso. Não há necessidade de ficarmos preocupados com o que nos poderá acontecer amanhã; basta crer na Palavra, pois Ele quer vigiar a nossa cidade, a nossa rua, a nossa casa e, também, a nossa vida. Mas será que temos crido nEle?

Deixar de buscar as orientações divinas em oração e na Palavra é caminhar em terreno desconhecido, que, fatalmente, irá levar-nos a um destino errado. Muitos nem mesmo têm pedido a Deus a direção para as importantes decisões da vida – como, por exemplo, a escolha da profissão, do cônjuge, ou a compra de uma casa. Desprezar a orientação dEle por causa de algo que desperta a nossa atenção e aparenta ser o melhor traz resultados ruins.

Em todos esses anos de ministério, tenho aconselhado muita gente com os mais diversos problemas e percebido que, em quase 100% dos casos, o que motivou as pessoas a tomarem uma atitude foi a aparência, o conforto ou mesmo a facilidade que se apresentava. Consequentemente, sobrevieram-lhes os piores problemas. Mas, se tivessem buscado a direção divina e crido nela, teriam tido outro futuro.  

Não há quem não esteja preocupado com a própria velhice e com o futuro dos filhos – e, para essas coisas, empreende-se todo esforço e energia. No entanto, o versículo declara que a casa erguida sem o Senhor é uma edificação vã. O que pode ser considerado sucesso, na verdade, é o mínimo que a pessoa conseguiria se tivesse buscado e seguido o concurso do Céu.

Como Pai, o Senhor sempre terá o melhor para os Seus filhos. Eu mesmo não consigo imaginar-me fazendo qualquer outra coisa e sendo bem-sucedido. Como sou grato pelo convencimento dado por Deus de que, no ministério, eu iria realizar-me muito mais do que em qualquer outra área! Para outros, no entanto, o Senhor pode ter orientado a vida empresarial, artística etc. Ele sempre tem o melhor para os Seus!

Quem descansa nEle não precisa preocupar-se com o dia de amanhã, a violência ou qualquer ataque do inferno. O Senhor sabe vigiar a cidade, a nossa rua, a nossa casa e a nossa vida, bem com a dos nossos. Que lugar você tem dado a Ele?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares